O Brasil atualmente é o segundo país das Américas com maior número de serviços do governo de forma digital, ficando atrás apenas dos EUA, e esse feito foi reconhecido pela ONU.

O plano agora é expandir, e em 2020 foi criada a Agenda Digital, uma estratégia de governo entre 2020-2022, com o objetivo de tornar todos os serviços públicos em digitais até 2022, trazendo transformação tecnológica e benefícios para a população.

Desde janeiro de 2019, mais de 800 serviços do governo, que antes eram oferecidos apenas presencialmente, passaram a ser acessados também online, o que representa 55% dos seus 3,5 mil serviços já sendo totalmente digitalizando, com atendimento sete dias por semana, 24 horas, e a expectativa é que esse número cresça cada dia mais.

 

A tecnologia durante a pandemia

 

A pandemia iniciada em 2020 trouxe uma aceleração tecnológica de 10 anos para todos, além de reforçar a importância com os cuidados de biossegurança, a mudança comportamental da sociedade com a tecnologia foi muito grande.

O governo não poderia deixar de notar essa mudança e acompanhar ela, investindo cada vez mais em inovação, inclusão tecnológica e mudanças do físico para o digital.

Hoje o Brasil já é o 1° país na América do Sul e 2° nas Américas a proporcionar serviços governamentais de forma digital, isso significa também que estamos entre os 20 países com melhor oferta digital do mundo.

 

Como esse projeto ajuda a gestão pública?

 

Os serviços digitalizados atualmente já representam uma economia de R$2 bilhões de reais anualmente, sendo R$500 milhões para a administração pública e R$1,5 bilhão para a sociedade. A previsão é de uma economia de R$37,9 bilhões ao todo, em cinco anos.

Além disso, a população tem um atendimento mais rápido e sem burocracia, atualmente apenas com os serviços que já foram digitalizados foram economizados o equivalente a 150 milhões de horas que seriam gastas em atendimentos presenciais nos últimos 15 meses. 

Somos um dos países mais conectados do mundo, com gasto expressivo de tempo na internet, então esse padrão de comportamento não pode ser ignorado pelo governo, que pretende oferecer serviços públicos com maior qualidade, eficiência e deseja, com isso, reconquistar a confiança dos brasileiros.

 

Atualmente o Banco Central também estuda a implementação de uma moeda digital no Brasil, com lançamento previsto para 2022.

 

Como a população será impactada?

 

Com serviços mais ágeis e eficientes, a população não precisará perder tempo de trabalho indo até repartições públicas e, em alguns casos, perdendo até um dia inteiro para conseguir atendimento.

O dinheiro economizado pelo poder público também será revertido em recursos para o cidadão, qualificando serviços como os da saúde, educação, previdência e outros.

O acesso aos serviços de forma digital também possibilita que as solicitações sejam feitas e acompanhadas de qualquer dispositivo com conexão a internet, de qualquer lugar e a qualquer horário, trazendo mais conforto e qualidade para os usuários.

 

Inovação que trará resultados positivos

 

Sabemos que a tecnologia aliada ao setor público é benéfica para o nosso país e toda a sociedade, com impactos positivos no fluxo de trabalho dos servidores, no acesso da população e aumentando a economia do poder público.

E por saber de todos esses benefícios que a Digix está sempre inovando e criando soluções tecnológicas para a gestão pública. Gestão pública

de sucesso investe em tecnologia.