Blog

Videoconferência: tendência na administração pública

Escrito por:Digix 04/10/2021 2 min

A videoconferência é uma tendência tecnológica que veio para ficar no âmbito governamental. Tendo em vista que conecta em tempo real e de maneira acessível os gestores públicos, suas equipes e o público externo.

Esta modalidade de comunicação se fortaleceu, principalmente, durante a pandemia de coronavírus. A cada dia se mostra cada vez mais fundamental no mundo corporativo, já que otimiza as tomadas de decisão e o diálogo entre as pessoas.

Em 2020, uma pesquisa da Wainhouse Research apontou que 94% de 4,7 mil empresas que utilizaram videoconferência registraram aumento de produtividade e eficiência. No Brasil, podemos citar o exemplo do Governo da Bahia, que teve um bom desempenho no serviço público durante a pandemia. Em 12 meses, foram realizadas 137,3 mil reuniões virtuais, o que corresponde a uma média acima de 11 mil por mês.

É fato que as videoconferências vêm trazendo inúmeros benefícios para o dia a dia da gestão pública, entretanto, é necessário se atentar a um fator primordial: a segurança. E estes são os dois tópicos que abordaremos a seguir.

Benefícios

Entre outras vantagens, podemos citar que as videoconferências dão celeridade, aumentam a produtividade, encurtam distâncias – seja entre municípios, estados e até mesmo países – e, consequentemente, reduzem custos com deslocamentos, diárias e realização de eventos presenciais.

Também cabe destaque para as ferramentas disponibilizadas, como: agendamento de reuniões, compartilhamento de documentos e de tela, chat e gravação dos encontros para reprodução posterior, facilitando a retomada dos temas abordados.

Segurança

É de suma importância que a seleção do sistema para a realização das reuniões virtuais seja feita de forma cautelosa para garantir a segurança e privacidade das informações compartilhadas e também de todos os participantes.

Após a escolha da ferramenta, o ideal é que sejam utilizadas senhas nas videoconferências para que pessoas desconhecidas ou mal-intencionadas não consigam acessar a reunião. Além disso, não é recomendado que as chamadas de vídeo sejam realizadas por meio de redes de internet desconhecidas.

Com toda essa otimização de recursos, de tempo e criação de um canal seguro para comunicação interna e externa, a videoconferência é ou não é uma tendência que veio para ficar?! Conta pra gente nos comentários como está sendo a sua experiência com essa tecnologia.

Navegue por tópicos

    Inscreva-se na nossa newsletter

    WhatsApp